Logo Câmara Municipal do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, 22 de Setembro de 2019
Fotos Câmara Municipal
Mapa do Site | Glossário Acessibilidade
esqueceu senha Preciso de ajuda
xxxxxxx

Comunicação

HomeComunicaçãoNotícias e Avisosdetalhes

Notícias e Avisos - detalhes

Alfabetização: conquistando a cidadania e o prazer pela leitura

 

 

 

 

Foto de:   Reprodução

09/09/2019

Parlamento municipal cria proposições que incentivam a leitura de livros.


Alfabetizar vai além do processo de aprender a ler e a escrever. É fazer com que crianças, jovens e adultos possam interpretar um texto e ter prazer com a leitura. Ontem, 8 de setembro, foi celebrado o Dia Mundial da Alfabetização.

A data foi criada em 1967 pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), com o objetivo de fomentar a alfabetização pelos quatro cantos do mundo. Na Câmara do Rio, existem leis e proposições que fomentam o incentivo à leitura de livros, fora e dentro dos espaços escolares.

Elaborada pelo vereador Cesar Maia (DEM), a Lei nº 6.113/2016 determina a criação de espaços para compartilhamento de livros em pontos de parada de ônibus, denominados Pontos do Conhecimento. A lei determina que os usuários dos livros disponíveis nos espaços terão a obrigação de devolvê-los em um prazo determinado, de modo que os demais possam usufruir do benefício. "A lei oferece a oportunidade de aprimorar o hábito da leitura entre os cidadãos que transitam todos os dias pela cidade do Rio de Janeiro", explica o parlamentar.

O Projeto de Lei nº 1.216/2015, de Alexandre Isquierdo (DEM), obriga todas as unidades públicas e privadas de ensino do município a instalarem bibliotecas escolares. O texto diz que o acervo de livros na biblioteca deverá garantir, no mínimo, um título para cada aluno matriculado, cabendo ao respectivo sistema de ensino determinar a ampliação deste acervo, conforme sua realidade. "A maioria das escolas públicas brasileiras não possui biblioteca, e, as que possuem, estão em estado calamitoso de funcionamento, seja em nível de organização ou de atualização do acervo", diz o parlamentar.

O vereador Marcelo Arar (PTB) é o autor do Projeto de Lei nº 1.157/2015, que cria o "Projeto Biblioteca Comunitária" na cidade do Rio de Janeiro. A proposição determina que o projeto deverá ter natureza filantrópica, com finalidade educativa, sem fins lucrativos, funcionando em parceria com a Prefeitura e a sociedade civil, incluindo em seu estatuto a finalidade educativa. O acervo será constituído de livros novos e usados, doados por particulares ou por empresas interessadas em participar do projeto.

"O objetivo é fazer com que os livros não fiquem abandonados, permitindo que os estudantes aprofundem seus conhecimentos", afirma Arar.


voltar topo

enviar por email gerar pdf imprimir   

ícone

Câmara Municipal do Rio de Janeiro
Palácio Pedro Ernesto
Praça Floriano, s/nº - Cinelândia - Cep: 20031-050
Tel.: (21) 3814-2121 | e-c@mara:

©2011 Câmara Municipal do Rio de Janeiro créditos estatísticas

Câmara Municipal do Rio de Janeiro
Palácio Pedro Ernesto
Praça Floriano, s/nº - Cinelândia - Cep: 20031-050
Tel.: (21) 3814-2121 | e-c@mara: