Logo Câmara Municipal do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, 22 de Setembro de 2019
Fotos Câmara Municipal
Mapa do Site | Glossário Acessibilidade
esqueceu senha Preciso de ajuda
xxxxxxx

Comunicação

HomeComunicaçãoNotícias e Avisosdetalhes

Notícias e Avisos - detalhes

CPI do Túnel Acústico ouve subsecretário de Defesa Civil

 

 

 

 

Foto de:   ASCOM

22/08/2019

Os membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que investiga as razões e os desdobramentos do incidente no túnel Rafael Mascarenhas, ocorrido em maio deste ano, receberam para uma oitiva nessa quinta-feira (22) o subsecretário de Defesa Civil, coronel Edson Tavares da Silva.


Baseado nos dados coletados na última reunião da CPI, em que foram ouvidos o presidente do Instituto de Geotécnica do Município do Rio de Janeiro (Geo-Rio), Ernesto Ferreira Mejido, e o coordenador-geral de projetos da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Habitação (SMIH), Carlos Dantas de Campos, o vereador Reimont (PT) questionou sobre a frequência e a metodologia das vistorias nas obras de arte (túneis, passarelas, viadutos), uma vez que, segundo depoimentos dos membros da Geo-Rio e da Coordenadoria Geral de Projetos, essas são responsabilidade da Defesa Civil.


O arquiteto de infraestrutura da Defesa Civil, Eduardo Pierre, contou que não existe planejamento para estátuas e obras de arte, e que o trabalho é feito por demanda. Para completar a resposta do arquiteto, o subsecretário disse que a metodologia usada é visual, e que o atendimento é de emergência e por solicitação. Já em relação às vistorias, Edson relatou que as mesmas são feitas pela SMIH. A partir das falas dos convidados e de todo estudo feito até então pela CPI, Reimont concluiu: "como não há recursos e nem planejamento, essa é uma operação tapa buracos".


Ao ser questionado pelo o vereador Átila Nunes (MDB) sobre um plano para as áreas de riscos, o coronel pontuou que para esses casos o planejamento é dividido em riscos abruptos e riscos graduais. O primeiro são os locais que usam sirenes. Já o segundo é para locais em que a água da chuva sobe gradativamente. O subsecretario afirmou que ainda excutam um plano educacional, que consiste em dicas para a população saber como se comportar em situações críticas.


 "Temos que cobrar da Prefeitura um planejamento e um protocolo de manutenção para que as obras de arte especiais sejam vistoriadas antes que ocorram outras tragédias", alertou Reimont. A próxima reunião da CPI ficou marcada para o dia 3 de setembro.


Estiveram presentes os vereadores Paulo Pinheiro (PSOL), Tiãozinho do Jacaré (PRB) e Matheus Floriano (DEM), todos membros titulares da comissão.


voltar topo

enviar por email gerar pdf imprimir   

ícone

Câmara Municipal do Rio de Janeiro
Palácio Pedro Ernesto
Praça Floriano, s/nº - Cinelândia - Cep: 20031-050
Tel.: (21) 3814-2121 | e-c@mara:

©2011 Câmara Municipal do Rio de Janeiro créditos estatísticas

Câmara Municipal do Rio de Janeiro
Palácio Pedro Ernesto
Praça Floriano, s/nº - Cinelândia - Cep: 20031-050
Tel.: (21) 3814-2121 | e-c@mara: