Logo Câmara Municipal do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, 14 de Outubro de 2019
Fotos Câmara Municipal
Mapa do Site | Glossário Acessibilidade
esqueceu senha Preciso de ajuda
xxxxxxx

Comunicação

HomeComunicaçãoNotícias e Avisosdetalhes

Notícias e Avisos - detalhes

Prefeitura deverá reparar crimes da escravidão e demarcar áreas da Pequena África

 

 

 

 

Foto: Reprodução

28/06/2019

Os vereadores Fernando William (PDT) e Teresa Bergher (PSDB) aprovaram a Lei nº 6.613/2019, que obriga a Prefeitura do Rio a reparar crimes de escravidão e a realizar a demarcação da área urbana como território histórico para a preservação de memória da presença do africano liberto e alforriado, de seu local de trabalho e de moradia na cidade do Rio de Janeiro. O local, situado no Centro da cidade, é conhecido como Pequena África.

O Brasil é signatário da declaração da "Conferência Mundial contra o racismo, a discriminação racial, a xenofobia e formas correlatas de intolerância", realizada pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2001, que reconhece o tráfico transatlântico de humanos e escravização do africano como crimes contra a humanidade, imprescritíveis e cujos descendentes têm direito à reparação. Por este motivo, os autores argumentam que o Executivo municipal tem que cumprir o acordo internacional, formalizado, agora, em lei.

As medidas de reparação incluem a demarcação da área urbana e a restauração de prédios ou fachadas com mais de cem anos, reconstrução de ladeiras, becos e vielas, respeitando a característica original. O local deverá servir para atividades que representem a memória da presença do africano liberto e alforriado.

"Mais importante que reparar crime histórico é ressarcir um coletivo humano com bens materiais e pecuniários. Por isso a importância da revitalização da Pequena África, para preservarmos a memória da presença do africano escravizado em nossa cidade", afirmam os autores.


voltar topo

enviar por email gerar pdf imprimir   
Os vereadores Fernando William (PDT) e Teresa Bergher (PSDB) aprovaram a Lei nº 6.613/2019, que obriga a Prefeitura do Rio a reparar crimes de escravidão e a realizar a demarcação da área urbana como território histórico para a preservação de memória da presença do africano liberto..." />
Remetente

Destinário

Comentário

Verificação de palavras (Digite os caracteres que você vê na caixa a seguir):


Cancelar

As letras não diferenciam maiúsculas de minúsculas
* Campo Obrigatório


ícone

Câmara Municipal do Rio de Janeiro
Palácio Pedro Ernesto
Praça Floriano, s/nº - Cinelândia - Cep: 20031-050
Tel.: (21) 3814-2121 | e-c@mara:

©2011 Câmara Municipal do Rio de Janeiro créditos estatísticas

Câmara Municipal do Rio de Janeiro
Palácio Pedro Ernesto
Praça Floriano, s/nº - Cinelândia - Cep: 20031-050
Tel.: (21) 3814-2121 | e-c@mara: