Logo Câmara Municipal do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, 26 de Junho de 2019
Fotos Câmara Municipal
Mapa do Site | Glossário Acessibilidade
esqueceu senha Preciso de ajuda
xxxxxxx

Comunicação

HomeComunicaçãoNotícias e Avisosdetalhes

Notícias e Avisos - detalhes

CPI da Linha Amarela vai solicitar ao TCM análise de preços das obras na via

 

 

 

 

Foto: Ascom

10/05/2019

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura irregularidades no contrato de concessão do município do Rio de Janeiro e o Consórcio Linha Amarela S/A (LAMSA) se reuniu, na segunda-feira (6), com o presidente do Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro (TCM), conselheiro Thiers Montebello. O presidente da CPI, vereador Fernando William (PDT), deu ciência a todos, em reunião nessa quinta-feira (9), com os demais integrantes do colegiado: o relator, Thiago K. Ribeiro (MDB); os membros, Alexandre Isquierdo (DEM) e Italo Ciba (AVANTE); e o suplente, Babá (PSOL).


De acordo com o vereador Fernando William, foram solicitados alguns esclarecimentos ao TCM sobre os termos aditivos do contrato celebrado entre a Prefeitura e a LAMSA. Entre os questionamentos, os parlamentares querem saber qual o impacto do reajuste do pedágio da Linha Amarela para os cofres públicos e para a população e quantas obras foram realizadas de fato na via. "Pelo andar da carruagem, estamos encontrando argumentos suficientes para manter a decisão do prefeito Marcelo Crivella, de suspender, por 19 meses, a cobrança do pedágio de uma das pistas", destacou o presidente da Comissão, que ainda lembrou que, segundo estudos da Prefeitura, a LAMSA teria cobrado indevidamente, em valores atuais, R$ 225 milhões.


Preocupado com a questão dos preços cobrados na Linha Amarela, o relator Thiago K. Ribeiro sugeriu que a Comissão solicite ao TCM a elaboração de uma Tomada Especial de Contas para a análise dos preços divergentes entre os custos de obras verificados no Termo Aditivo nº 4 e no Termo Aditivo nº 11.


Ainda conforme o parlamentar, o objetivo principal da CPI deve ser embasar a Justiça com dados apropriados para que esta possa entender a decisão do prefeito Marcelo Crivella de liberar um dos lados da via do pedágio cobrado pela LAMSA.

Os membros da Comissão, os vereadores Alexandre Isquierdo e Italo Ciba, e o suplente Babá também se mostraram preocupados com a questão do sobrepreço verificado nos custos da obra da Linha Amarela. "A CPI precisa apresentar os documentos que faltam para que a Justiça possa compreender a decisão tomada pelo prefeito Marcelo Crivella", ressaltou Italo Ciba.

A Comissão solicitou ainda que a Procuradoria Geral da Câmara faça uma análise técnica de documentos enviados por um cidadão que acompanha o histórico da Linha Amarela desde sua construção.

Participou também da reunião o vereador Prof. Célio Lupparelli (DEM). A próxima reunião está prevista para o dia 23 de maio, às 13h.


voltar topo

enviar por email gerar pdf imprimir   

ícone

Câmara Municipal do Rio de Janeiro
Palácio Pedro Ernesto
Praça Floriano, s/nº - Cinelândia - Cep: 20031-050
Tel.: (21) 3814-2121 | e-c@mara:

©2011 Câmara Municipal do Rio de Janeiro créditos estatísticas

Câmara Municipal do Rio de Janeiro
Palácio Pedro Ernesto
Praça Floriano, s/nº - Cinelândia - Cep: 20031-050
Tel.: (21) 3814-2121 | e-c@mara: