Logo Câmara Municipal do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, 26 de Junho de 2019
Fotos Câmara Municipal
Mapa do Site | Glossário Acessibilidade
esqueceu senha Preciso de ajuda
xxxxxxx

Comunicação

HomeComunicaçãoNotícias e Avisosdetalhes

Notícias e Avisos - detalhes

Mobilidade urbana em discussão

 

 

 

 

Foto de:   ASCOM

08/05/2019

A Comissão Permanente de Transportes e Trânsito realizou na última terça-feira (7) uma reunião com a equipe técnica do Programa de Engenharia de Transportes da Coppe-UFRJ e representantes dos taxistas. O instituto é responsável pela realização de estudo técnico-ambiental do impacto no tráfego e na mobilidade urbana dos transportes remunerados privados individuais de passageiros no município do Rio de Janeiro. Na reunião, o coordenador da pesquisa, professor Marcelino Aurélio Vieira da Silva, declarou a dificuldade em conseguir os dados das empresas de aplicativos para análise. "A falta de transparência dessas empresas prejudica toda a cidade. O transporte é público, os dados devem ser públicos e qualquer cidadão deveria poder ter acesso às informações", defendeu. O pesquisador afirmou que chegou a ir à sede das empresas de aplicativos para solicitar os dados, mas foi informado que os mesmos seriam passados "se o estudo técnico fosse diferente e o escopo fosse alterado".

Os vereadores presentes na reunião criticaram a dificuldade de acessar informações das empresas. O presidente da Comissão de Transportes e Trânsito, vereador Alexandre Isquierdo (DEM), afirmou que irá recorrer ao Ministério Público para obter os dados necessários. "O Executivo municipal e a população carioca têm o direito de tomar conhecimento sobre o número de carros que circulam pela cidade e o impacto ambiental para o município. Vou provocar o Ministério Público para o bem da cidade e dos cariocas", disse.

Lideranças dos taxistas expuseram para os parlamentares o momento de agonia que vivem os motoristas da categoria. "Tem taxista trabalhando 18 a 20 horas por dia. É desumano. Precisamos respeitar os profissionais taxistas que estão morrendo. É inadmissível a vida desumana do taxista na cidade do Rio", lamentou o taxista Ricardo Telles, da Cooperativa AeroCoop. Para o representante do Sindicato Estadual dos Taxistas, Fabiano Santana, o transporte no município está em colapso e, segundo ele, dez cooperativas fecharam na cidade. "Devemos ter uma integração nos diferentes módulos de transporte. Eles não concorrem entre si. Eles se integram", defendeu.

O taxista Alan Ramos lembrou a importância de ser votado o Projeto de Lei Complementar nº 78/2018, que está em tramitação na Câmara Municipal. "Está faltando o equilíbrio nos modais. É necessária a aprovação do PLC nº 78/2018, que está sugerindo um controle, uma regra e o equilíbrio entre os transportes", argumentou.

O vereador Luiz Carlos Ramos Filho (PODE), membro da Comissão, criticou a forma como as empresas de aplicativos estão agindo com o Legislativo municipal. "Uma cidade séria não pode permitir que os aplicativos não respeitem o Poder Público, não respeitem a Comissão. As empresas de aplicativos precisam entender que há uma gestão pública. Não estamos defendendo os taxistas. Estamos defendendo os interesses de todos os cidadãos", declarou o parlamentar.

O professor Marcelino alertou que não há como realizar planejamento de transportes sem informações, destacando a necessidade de colaboração entre todos os envolvidos. "Para o estudo ser confiável é de extrema importância a transparência dos dados", declarou. Os membros da Comissão declararam que enviarão para todos os órgãos ligados ao transporte e empresas requerimentos de informação e, se necessário, acionarão o Ministério Público.

Participaram da reunião os vereadores Felipe Michel (PSDB), Rosa Fernandes (MDB), Vera Lins (PP); Rocal (PTB), Babá (PSOL), Reimont (PT), Fernando William (PDT) e Leandro Lyra (Novo). Representantes do Conselho Regional dos Taxistas do Rio de Janeiro, do Sindicato Municipal e do Sindicato Estadual dos Taxistas, do Sindicato dos Taxistas Auxiliares e da Associação de Assistência aos Motoristas de Táxi do Brasil também estiveram presentes.


voltar topo

enviar por email gerar pdf imprimir   

ícone

Câmara Municipal do Rio de Janeiro
Palácio Pedro Ernesto
Praça Floriano, s/nº - Cinelândia - Cep: 20031-050
Tel.: (21) 3814-2121 | e-c@mara:

©2011 Câmara Municipal do Rio de Janeiro créditos estatísticas

Câmara Municipal do Rio de Janeiro
Palácio Pedro Ernesto
Praça Floriano, s/nº - Cinelândia - Cep: 20031-050
Tel.: (21) 3814-2121 | e-c@mara: