Logo Câmara Municipal do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, 13 de Dezembro de 2018
Fotos Câmara Municipal
Mapa do Site | Glossário Acessibilidade
esqueceu senha Preciso de ajuda
xxxxxxx

Comunicação

HomeComunicaçãoNotícias e Avisosdetalhes

Notícias e Avisos - detalhes

CPI que apura uso da máquina pública por Crivella ouve depoentes

 

 

 

 

Foto de:   ASCOM

05/12/2018

A Câmara Municipal do Rio de Janeiro instaurou uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar e investigar denúncias divulgadas na imprensa contra o prefeito Marcelo Crivella de utilização da máquina pública, em especial da Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb), para realizar evento de campanha política. A conduta pode ser tipificada como crime de responsabilidade e infração político-administrativa. Os primeiros depoimentos foram colhidos nessa terça-feira (4), quando a Comissão ouviu a subsecretária de patrimônio imobiliário da Prefeitura, Maria Elisa Werneck, e o coordenador especial da presidência da COMLURB, Renato Ferreira Rodrigues.

A CPI tem a presidência da vereadora Teresa Bergher (PSDB), a relatoria do vereador Thiago K. Ribeiro (MDB), e como membro os parlamentares Inaldo Silva (PRB), Tiãozinho do Jacaré (PRB) e Prof. Célio Lupparelli (DEM). O vereador Paulo Pinheiro (PSOL) é o suplente.


Crivella é acusado de utilizar a máquina pública para realizar uma reunião eleitoral na quadra da escola de samba Estácio de Sá, no dia 13 de setembro de 2018, utilizando veículos da Comlurb para levar funcionários da empresa. Denúncia anônima afirma que os servidores da empresa foram coagidos a participar do evento, que pediu votos para correligionários do prefeito. Além de seu filho, Marcelo Hodge Crivella, estiveram presentes no encontro o senador Eduardo Lopes e o candidato a deputado estadual Alessandro Costa, todos do PRB. A CPI já apurou por meio de sistema de localização via satélite que viaturas da Comlurb estiveram no local, e aguarda informações se os servidores compareceram por convite ou convocação, e se lá estiveram durante o horário de expediente.

Segundo afirmou Maria Elisa Werneck, o local onde se situa a quadra da agremiação foi cedido à escola via contrato de cessão onerosa de uso. Entretanto, a Estácio de Sá está em atraso com suas obrigações, devendo cerca de R$ 1, 2 milhão aos cofres públicos, já tendo sido inscrita na dívida ativa. Uma ação judicial de reintegração de posse já foi instaurada em 2011, e aguarda a decisão da Justiça. Bergher prometeu averiguar se a quadra poderia ter sido utilizada para esse fim.

Perguntado se participou do encontro, Renato Rodrigues disse que sim, chegando ao local por volta das 19h30. Sobre a presença de veículos da empresa nas imediações da quadra durante o evento, Renato alegou que essa presença é normal, devido à localização de diversas gerências da empresa na região, que é uma área importante com grande circulação de viaturas da Comlurb. Confrontado pela vereadora Teresa Bergher sobre o porquê da presença de viaturas sediadas nas Zonas Norte e Oeste, Renato respondeu que é comum o fornecimento de caronas e a movimentação de veículos entre os turnos de trabalho, prometendo apurar internamente se houve desvio de rotas pelos motoristas com a aquiescência dos gerentes de área.


Questionado pelo vereador Thiago K. Ribeiro se foi convidado ou convocado para participar e se já havia participado de encontros semelhantes, Renato respondeu que foi convidado, e que eventos como esse são comuns para se ouvir as propostas que possam interessar à Companhia. Sobre a presença de candidatos do PRB no evento, o coordenador confirmou a participação, mas negou que o prefeito tenha pedido votos.

"O coordenador jogou a responsabilidade para os motoristas e gerentes, a parte mais fraca da relação. Infelizmente, minha proposta de convocação imediata desses servidores para verificar se foram obrigados a participar da reunião foi vencida. A próxima oitiva será com a presença do presidente da Comlurb, na próxima terça-feira (11). Enquanto isso, vamos verificar se a imóvel poderia ou não ser utilizado para finalidade eleitoral", disse Teresa.


voltar topo

enviar por email gerar pdf imprimir   

ícone

Câmara Municipal do Rio de Janeiro
Palácio Pedro Ernesto
Praça Floriano, s/nº - Cinelândia - Cep: 20031-050
Tel.: (21) 3814-2121 | e-c@mara:

©2011 Câmara Municipal do Rio de Janeiro créditos estatísticas

Câmara Municipal do Rio de Janeiro
Palácio Pedro Ernesto
Praça Floriano, s/nº - Cinelândia - Cep: 20031-050
Tel.: (21) 3814-2121 | e-c@mara: